Resenha: Linchpin – Seth Godin

Sinopse

Linchpin, 12° livro do renomado blogueiro Seth Godin, tem como foco o atual sistema de trabalho. Nele, o autor fala um pouco sobre seu ponto de vista quanto ao (mal)funcionamento deste setor e a partir disto divaga sobre como é possível se tornar um Linchpin – uma peça essencial para o funcionamento das corporações e da sociedade, ou como ele mesmo gosta de citar: “indispensável” -. (em tradução literal, Linchpin significa um pino de travamento inserido na extremidade de um eixo, para evitar que as rodas deslizem para fora).

Comentários

Mas não é apenas no mercado das corporações que Seth quer que você se destaque. Para alcançar este estado de indispensabilidade, ele sugere que é necessário, no dia a dia corporativo ou em projetos pessoais, resgatar o artista que vive em cada um de nós. E a arte que ele está falando não é apenas a produção de um quadro ou uma música, mas sim “tudo que é criativo, realizado com paixão e pessoal” e que é por este motivo que devemos “parar de nos importar se é bom ou não e começar a produzir arte que realmente importa”. Ou seja, começar a agir com paixão em todas as nossas atividades, produzindo resultados que realmente importam. Esse tipo de ação é capaz de criar, segundo o autor, “pessoas com um gênio para achar uma nova resposta, uma nova conexão ou uma nova forma de fazer as coisas”, uma inerente necessidade das organizações. linchpin1

Apesar de não ser uma tarefa fácil se tornar um artista, Seth alega que todos já possuímos sensibilidade artística quando crianças, e que esta nos foi cortada. O motivo para esta poda de nossa noção artística está diretamente relacionada com as necessidades da indústria. Esta, na concepção do autor, necessita apenas de dois itens para continuar a funcionar: fugir da produção além do necessário e ter alta oferta de mão de obra capaz de ser substituída. A comoditização dos desejos a partir do “efeito de rede” – explicado por ele com a seguinte frase “Uma vez que alguém de sua classe social ou de sua cidade adquirir um carro, você precisará de um também ” – e a padronização educacional opressora suprem respectivamente essas duas necessidades. Criar seres capazes de obedecer ordens sem questionar e que consomem acreditando que isto trará felicidade é o que mantem o sistema funcionando. Esta na hora de sair fora disto!

Considerações

Seth cita um ponto muito interessante: Se dividirmos o período histórico da humanidade em blocos de 250 anos, teremos 40 blocos, sendo que apenas 1 destes pertence ao atual sistema. Será que este é realmente o único existente?

Apesar de abordar o tema sobre a atual forma de emprego, tema que me intriga e que trás grande curiosidade, Linchpin me pareceu um fraco livro de auto-ajuda que te oferece um incrivel, mas nebuloso caminho para uma produtividade questinável e que opta por um largo conceito para agradar a diversos públicos. Além disso, o conceito todo poderia ter sido explicado em um grande post de seth ( o que vai contra a intenção do seu blog), mas que ocupa pouco mais de 200 páginas de conceitos repetitivos e desnecessários.

Se você se interessou com a abordagem de Seth em relação ao sistema de ensino, dê uma olhada em seu manifesto gratuito sobre o tema – Stop Stealing Dreams: What is School For? (em inglês) –  ou em tradução realizada pelo blog Algo Sobre o Mundo.

Citações

“Arte é um dom pessoal que modifica o recipiente”
“Nós precisamos nos levantar e ser excepcionais. Seja humano. Contribua, interaja. Corra o risco de deixar alguém chateado com a sua iniciativa, sua inovação e o seu insight.
“A única forma de conseguir o que você merece é se mexer, começar a fazer trabalhos de forma emocional, ser visto como indispensável e produzir interações que as organizações e as pessoas realmente se importam.”

Vale a Pena?

Sim. O conceito que Seth te trará é realmente importante. Talvez você não consiga ir até o final, mas grande parte do que absorver já terá valido a pena. Quem sabe ler alguns resumos te ajudem tanto quanto.


SE VOCÊ GOSTOU DO CONTEÚDO, COMENTE OU SIGA-NOS NA PÁGINA DO FACEBOOK, NO TWITTER OU PELO RSS!! É MUITO IMPORTANTE PARA NÓS SABER O QUE VOCÊS ESTÃO ACHANDO!


Advertisements

One thought on “Resenha: Linchpin – Seth Godin

  1. Pingback: Balanço 2013: Lista de Livros Lidos | Livrismos

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s