Resenha: O Alimento dos Deuses – H.G.Wells

SINOPSE

A história de “O Alimento dos Deuses” tem seu início com dois cientistas – Bensington e Redwood – que descobrem uma formula capaz de permitir um crescimento contínuo de qualquer ser vivo. Os dois tem as melhores das intenções para com o uso de sua descoberta, mas infelizmente possuem a pior das noções sobre o que pode dar certo ou não. Por conta de um experimento mal executado e para desespero da população, inesperados ratos, vespas e galinhas gigantes passam a atacar pequenos vilarejos e a aplicação do alimento em crianças cria um novo tipo de jovens angustiados pelos pudores em que são confinados. Por conta disto, desenrola-se uma guerra pela liberdade entre os pequeninos e os gigantes.

Comentários

Anos após a criação da formula, os filhos do alimento dos deuses já estão em sua puberdade e o radicalismo político está tomando conta da sociedade. Medidas regulatórias contra os gigantes estão para entrar em vigor e a próxima votação será decisória. É ainda durante a construção deste cenário que recebemos a primeira forte crítica: Os filhos de Cossar, todos os três gigantes, percebem que sua vida não tem sentido e que seus esforços poderiam ser utilizados para um melhor fim. Acabar com os desabrigados e a desigualdade se tornam um dos seus ideais e para isso decidem criar uma casa incrível para abrigar os desabrigados. Infelizmente, são novamente e extremamente podados de seu desejo justamente por irem contra os interesses de alguns, que lucram com a venda de terras, casas e com a pobreza extrema daqueles que são escravizados pelas fábrica. Para o autor, não só a existência de algumas pessoas que levam a melhor encima dos outros é reflexo dessas atitudes. O desejo de permanecer na mesma situação já conhecida e “segura” entra em cena. A humanidade não quer ser ajudada.

Com o crescimento do gigantismo em número e em força, a tensão aumenta e uma guerra se torna iminente.O_ALIMENTO_DOS_DEUSES_1236033944P A força dos Gigantes não reside apenas no aspecto físico, mas sim em sua capacidade de alterar os padrões existentes. Por esse motivo, é fácil fazer um paralelo com as lutas entre gerações, que sempre desejam se desvincular de conceitos pré-estabelecidos e produzir uma nova sociedade revolucionária. Este conceito é reforçado mais ainda com o seguinte discurso do “líder” da revolução, o filho de Cossar: “Que direito tem os pais de dizer: meu filho não terá outra luz além daquela que eu tive, não crescerá mais do que eu cresci?” e continua ” lutamos não por nós mesmos[…], através de nós e do povinho o espírito vê e aprende[…]lutamos não por nós mesmo, mas pelo crescimento, crescimento que prossegue para sempre. Amanhã, quer vivamos ou morramos o crescimento vencerá através de nós. Esta é a lei do espírito para odo o sempre. Crescer segundo a vontade de Deus! Crescer para fora dessas fendas e gretas, para sair dessas sombras e trevas[..] crescer e e finalmente até a companhia e compreensão de Deus.” É então pelo possibilidade de “evoluir” sem as amarras do conservadorismo, e de poder buscar sempre algo além do que se há que continua a mover os gigantes a batalha.

Vale a pena?

Sim, gosto muito da forma como H.G.Wells escreveu este livro: Um relato onipresente, um tanto quanto crônico – principalmente no seu início – e com alguns toques de humor, mas que por fim se torna reflexivo e imprevisível.

Acesse também a resenha do livro A máquina do Tempo, publicado a pouco tempo atrás.


SE VOCÊ GOSTOU DO CONTEÚDO, COMENTE OU SIGA-NOS NA PÁGINA DO FACEBOOK, NO TWITTER OU PELO RSS!! É MUITO IMPORTANTE PARA NÓS SABER O QUE VOCÊS ESTÃO ACHANDO!


Advertisements

2 thoughts on “Resenha: O Alimento dos Deuses – H.G.Wells

  1. Pingback: Balanço 2013: Lista de Livros Lidos | Livrismos

  2. Li este livro a pouco tempo. É bastante agradável mesmo. A narrativa de H. G. Wells tem uma leveza deliciosa, e ele trabalha a ideia do fantástico-estranho muito bem (o que é um comentário até ingenuamente engraçado da minha parte, em se tratando do gênio em questão).

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s