Resenha: Condenada – Chuck Palahniuk

Já faz algumas semanas em que não arranjou tempo para botar meus pensamentos sobre os livros lidos em papel. Agora, um pouco mais livre, voltei a escrever um bocado, então provavelmente nas próximas semanas teremos uma acréscimo no número de post para tirar o atraso de tudo o que li. Aproveitem!!

Inspirado pelo livro Clube da Luta – que logo logo também estará aqui -, fui atrás de outras obras de Chuck Palahniuk, e por uma dica de um amigo, acabei chegando a Condenada, um de seus mais recentes livros (2011).

Sinopse

Madison é uma mimada menina de 13 anos que morreu por ter fumado maconha demais – um pequeno erro de calculo enquanto fazia um pedido de “socorro” aos seus filantrópicos e ausentes pais – e agora se vê encarcerada em uma suja e pegajosa cela do inferno. Felizmente, se comparada a sua riquíssima e distorcida vida, o inferno não parece tão difícil de se aturar.

Comentários

Não posso comentar muito mais sobre o enredo sem dar alguns spoilers destrutivos. Seguindo os padrões de Clube da Luta, Chuck Palahniuk nos apresenta outro livro existencialista, mas com características extremamente distintas. Neste caso, somos apresentamos a uma narrativa mais leve e divertida – mesmo com a temática sendo sobre o inferno – e que não joga na nossa cara litros de citações que atacam – e que fazem sentido – o nosso estilo de vida.
doomed_chuck_palahniuk Aqui, Chuck come pelas beiradas e trabalha bastante sobre o personagem antes de desenrolar a história – fato este que pode ocasionar uma sensação de que o início do livro é um bocado devagar ou travado -. Me pergunto se esse desenvolvimento ocorre por conta do espaço que Chuck possui para construir esse personagem, visto que o livro pertence a uma trilogia – O segundo livro foi lançado a pouco tempo com o nome de “Doomed” – ou se a velocidade do livro é que tornou necessário que a história se transformasse em uma trilogia.
Por fim, é interessante comentar que o livro aborda temas bem pesados relacionados a sexo e drogas, e é claro, inferno, então não é muito aconselhável para quem se incomoda com esse temas ou mais jovens.

Citações

“Se os vivos são assombrados pelos mortos, os mortos são assombrados pelos próprios erros.”
“Além do seu corpo, seus sonhos têm de morrer. Depois suas expectativas. E sua raiva em investir a vida toda em aprender merda e amar pessoas e juntar dinheiro, só para toda essa merda acabar em praticamente nada.”

Vale a Pena?

Não leia esperando que este seja outro Clube da Luta – ou seja, não espere receber literalmente uma porrada na cara e repensar seu estilo de vida, ou encontrar inúmeras citações para pregar na parede do quarto – mas venha com a mente aberta para refletir um bocado sobre a morte, a vida, e o ato de existir. Vale bastante a pena!

Ficou Interessado?


“SE VOCÊ GOSTOU DO CONTEÚDO, COMENTE OU SIGA-NOS NA PÁGINA DO FACEBOOKNO TWITTER OU PELO RSS!!
É MUITO IMPORTANTE PARA NÓS SABER O QUE VOCÊS ESTÃO ACHANDO!


Advertisements

2 thoughts on “Resenha: Condenada – Chuck Palahniuk

  1. Pingback: Balanço 2013: Lista de Livros Lidos | Livrismos

  2. Concordo com os comentário, li “Condenada” e “Maldita” e achei a narrativa um pouco cansativa se comparada a “Clube da Luta”. Mad parece ser meio maçante algumas vezes, muito chata para ser honesta! Não foram livros que eu simplesmente “devorei” avidamente como aconteceu em Clube da Luta, mas é uma proposta super interessante de construção de enredo e personagens.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s